recomece correio desconstruindo cultuando
4 de novembro de 2014

A fé como um grão de mostarda


“Ele respondeu: Porque a fé que vocês têm é pequena. Eu asseguro que, se vocês tiverem fé do tamanho de um grão de mostarda, poderão dizer a este monte: vá daqui para lá, e ele irá. Nada será impossível para vocês.” Mateus 17:20

Nas escrituras, a fé e o Reino dos céus é visivelmente comparada à parábola de um grão de mostarda que um homem semeou em seu campo. Por menor que essa semente pareça ser a olho nu, ela é competente para se transformar em um grande arbusto. E é justamente estas condições mínimas que o Senhor usa como um exemplo para ilustrar a fé no qual é auto-suficiente, capaz de transportar montes e romper muralhas.

“O Reino dos céus é como um grão de mostarda que um homem plantou em seu campo. Embora seja a menor entre todas as sementes, quando cresce, torna-se uma das maiores plantas e atinge a altura de uma árvore, de modo que as aves do céu vêm fazer os seus ninhos em seus ramos.” Mateus 13:31-32

Já sabemos que “sem fé é impossível agradar a Deus.” (Hebreus 11:6), ela é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos. Como poderíamos depositá-la dentro de uma caixa empoeirada no fundo do armário já que um dia juramos até o fim da vida carregá-la? Infelizmente, o despertar da dúvida e incredulidade criam em muitos crentes uma sensação de fraqueza interior, pois quase automaticamente vem o pensamento: “isso não é possível!”

Afinal, que fé é esta, que pode ter um efeito tão impressionante como o deslocamento de um monte? Ela não precisa ser sistemática nem planejada, carece apenas existir. Ainda que sejamos fracos e pequenos, uma fé como o mais minúsculo grãozinho de mostarda não vê empecilhos, e de maneira soberana supera tudo o que atravessa o seu caminho.

Lembremos de 1 João 5:4, “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.” A fé que vence o mundo é singela, que muitas vezes não se sente; é a fé sacudida e posta à prova, mas assim mesmo firmada no sangue reconciliador e salvador de Jesus Cristo! Ela não se apóia no que sentimos ou percebemos, mas naquilo que sabemos, ou seja, que Jesus venceu o mundo (João 16:33), e que de fato somos filhos de Deus. Essa é a fé que remove montanhas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário