recomece correio desconstruindo cultuando
6 de dezembro de 2015

Olá, Dezembro!

Dizem que o melhor fica sempre para o final...

As minhas expectativas para esse ano eram muitas, mas eu nunca cheguei a imaginar que ele representaria o começo de um marco para a minha história. Nos pequenos e grandes momentos Deus tem gerado algo novo a cada dia, até mesmo no silêncio. Agora aos 18, já me sentindo um pouco mais mulher, vejo o quanto tenho testemunhado do favor dEle. Quando estive aflita, em angústia e dor, veio esse irresistível amor e levou tudo embora como um incenso que nunca se apaga. O que sou é Teu pra sempre, Abba.

Esses doze meses foram intensos e alguns insistentes probleminhas pesaram o meu coração, mas nada comparado ao nível de intimidade que eu conquistei com o Senhor. As vezes só precisamos de um abraço e a voz do Espírito Santo para encontrar a paz em entender que o meu Dono tem um propósito para todas as coisas que nos ocorrem em seu Reino.

Em minha saudação para dezembro, gostaria de expressar a minha gratidão por duas amadas em particular. À minha mãe, a minha eterna honra por me ensinar as pérolas de Cristo, até quem passar correndo consegue enxergar um brilho especial em mim. Fruto de não somente pela sua dedicação em minha criação, mas por Ele ser o centro de cada segundo dela desde que nascemos de novo. Peço perdão aos meus amigos por dedicar esse espaçozinho à um deles em específico, tenho um bom motivo: essa pequena pessoa grande é a melhor amiga que eu possuo. À mais chegada que uma irmã gêmea, Ananda. Ela é tão linda! É engraçada sem nunca ser má. Deixa a sua essência do lado de fora e aprendeu que tudo passa, e que as manhãs se perfumam de recomeço. Ela é um sorriso aberto, seja aonde estiver. Obrigada pelos inúmeros carinhos espontâneos, é a primeira vez que eu tenho isso de alguém sem esperar nada em troca.

E para o Eterno, você faz do meu fardo mais leve. 
Neguei à mim mesma, tomei a minha Cruz e em Ti caminho.
À Deus, a minha pureza e entrega total.


Nenhum comentário:

Postar um comentário