recomece correio desconstruindo cultuando
26 de agosto de 2016

O valor de uma espera plena no Abba.


Olá, amorinhos! Como tem sido o mês de agosto de vocês? Espero que bem...
O Abba tem ministrado muito em meu coração nesses últimos tempos e eu tenho sido ensinada como nunca em áreas que antes não eram a minha prioridade. Olho para trás e lembro-me dos meus dias de crise de ansiedade em que tudo o que o meu coração desejava era que os meus dias passassem correndo pois eu tinha pressa para crescer e ser alguém nessa vida. Pensei que esse fosse um sentimento bobinho, passageiro e que não seria prejudicial para o meu corpo, mas percebi que estava enganada. Aquela pressa estava me consumindo aos poucos e isso estava gerando alguns pesos emocionais, como a exaustão física e mental, e tinha momentos que eu não queria nem sair da minha cama. Você já se sentiu sobrecarregado e pressionado demais com aquele constante medo de errar? Eu estava me sentindo assim, estática e parada no tempo, prisioneira dos meus dias mesmo sabendo que a minha identidade já pertencia ao Fundador do mundo e nEle eu poderia descansar.

A minha necessidade era de ver as coisas ao meu redor acontecerem logo, mesmo sabendo que aquilo só iria acontecer se eu estivesse sendo plena com o Senhor primeiro e investindo tudo de mim em nossa relação de Pai e filhinha. Certo dia, eu tive um verdadeiro encontro com Jesus no meu quarto fechado, eu amo como o Abba nos enxerga no secreto e na angústia se torna o nosso socorro bem presente. Dessa noite em diante a minha história começou a mudar pois eu havia entregado as minhas expectativas para um Autor perfeito e eu bem sabia que Ele jamais iria falhar comigo pois o Seu caráter é o mais original e justo que já conheci na vida. Ele é tão cavalheiro... Não foi um homem que me ensinou o que era amor, foi na Sua espera paciente pelo meu coração que eu entendi o quanto eu sou amada por Cristo e, de agora em diante, não posso parar de refletir tamanha doçura que exala no ser do Espírito Santo.

A primeira vez que eu orei pelo meu amado foi quando decidi que nunca mais iria procurar por ele em cada cantinho. Eu fechei os meus olhos e confiei no Senhor que Ele só iria despertar o meu amor quando chegasse a hora, assim como a Sulamita jurava às mulheres de Jerusalém no livro de Cantares a não incomodar o amor enquanto ele não as quisessem. Com essa mentalidade já fazendo parte dos meus princípios e valores, comecei a descrever as características dele ao Senhor toda apaixonada e certa de que, a partir dali, eu não precisaria mais olhar para ninguém, pois simplesmente me permitiria ser achada assim como fui encontrada por Deus. Passei então a não mais apenas esperar sentada a “pessoa certa” chegar na minha vida, eu sabia que o Abba tinha um propósito para tudo e Ele iria requerer de mim um esforcinho a mais. Encontrar a pessoa certa nunca me pareceu um conceito tão vão depois que eu percebi que não bastava receber a bênção e não ser o presente que esse alguém iria receber, mais do que esperar é ser! Ser a amada cuja Bíblia sempre recitou poesias de amores sobre a sua beleza interior e exterior. Ser aquela cujo valor não é medido por status ou preceitos terrenos, mas sim naquele quem a formou em cada detalhe. Ser a incentivadora, edificadora do lar, mulher virtuosa e mais preciosa que os rubis. Foi aí que eu busquei ser essa Carolina e me dei conta de que finalmente havia alcançado um certo nível de maturidade e o Senhor, vendo isto, tem me tornado um referencial em casa e até para quem não me conhece de perto.

O processo para encontrar-se com o amor da vida exige muito de nós mesmos. A estrada para esse destino as vezes tende a ser um pouquinho difícil, mas nada que um bom esforço mental, físico e espiritual não resolva. Quando eu entreguei a chave do meu coração para Jesus pude sentir bem lá no meu íntimo que essa foi a minha melhor escolha. Eu sabia que nunca mais iria errar e prossegui em passos confiantes com essa verdade. No meio do caminho a gente se dá conta do quão perto nos encontramos da linha de chegada, olhamos para trás e vemos aqueles sonhos de menina se cumprindo de uma maneira sobrenatural. A cada dia que passa eu consigo sentir o Abba me preparando para me tornar nEle a pessoa certa do meu amado e é somente confiando nEle que me deparo com a realidade de como as infinitas coincidências da vida não passam de um grande plano arquitetado por um Mestre em traçar caminhos. Já consigo lhe ver chegar de mansinho... Hoje lá se foi menos um dia de uma pequena parte dessa longa jornada com você.


Nenhum comentário:

Postar um comentário